Sinopsis

Sobre loucuras e devaneios de mim mesmo.

Episodios

  • #03 PODCAST - A gente se acostuma mas não deveria.

    #03 PODCAST - A gente se acostuma mas não deveria.

    20/04/2019 Duración: 04min

    @oinsuportavelwilliamyoutube.com/ytwsdkEu sei que a gente se acostuma. Mas não deveria ...A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e não ter outra vista que não as janelas ao redor. E porque não tem outra vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha pra fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.A gente se acostuma a acordar de manhã, sobressaltado porque está na hora. A tomar café correndo porque está atrasado. A ler o Jornal no ônibus porque não pode perder o tempo de viagem. A comer sanduíches porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E aceitando a guerra aceita os mortos e que haja números para os mortos. E aceitando os números, aceita n

  • #02 PODCAST - Eu sou Mephistópheles.

    #02 PODCAST - Eu sou Mephistópheles.

    20/04/2019 Duración: 02min

    @oinsuportavelwilliamyoutube.com/ytwsdkEu sou Mephistópheles. Mephistópheles, é o diabo. E todos vocês são Faustos. Faustos, os que vendem a alma ao diabo.Tudo é vaidade neste mundo vão, tudo é tristeza, é pop, é nada. Quem acredita em sonhos é porque já tem a alma morta. O mal da vida cabe entre nossos braços e abraços.Mas eu não sou o que vocês pensam. Eu não sou exatamente o que as Igrejas pensam. As Igrejas abominam-me. Deus me criou para que eu o imitasse de noite. Ele é o Sol, eu sou a Lua.A minha luz paira sobre tudo que é fútil: margens de rios, pântanos, sombras.Quantas vezes vocês viram passar uma figura velada, rápida, figura que lhe darei toda felicidade. Figura que te beijaria indefinidamente. Era eu. Sou eu.Senhores, venham até mim, venham até mim, venham. Eu os deixarei em rodopios fascinantes, vivos nos castelos e nas trevas, e nas trevas vocês verão todo o esplendor.Todos vocês são Faustos. Venham, eu os arrastarei por uma vida bem selvagem através de uma rasa e vã mediocridade, que é o que v

  • #01 PODCAST - Na noite terrível, substância natural de todas as noites.

    #01 PODCAST - Na noite terrível, substância natural de todas as noites.

    14/04/2019 Duración: 03min

    @oinsuportavelwilliamyoutube.com/ytwsdkNa noite terrível, substância natural de todas as noites,Na noite de insónia, substância natural de todas as minhas noites, Relembro, velando em modorra incómoda,Relembro o que fiz e o que podia ter feito na vida.Relembro, e uma angústiaEspalha-se por mim todo como um frio do corpo ou um medo.O irreparável do meu passado — esse é que é o cadáver!Todos os outros cadáveres pode ser que sejam ilusão.Todos os mortos pode ser que sejam vivos noutra parte.Todos os meus próprios momentos passados pode ser que existam algures,Na ilusão do espaço e do tempo,Na falsidade do decorrer.Mas o que eu não fui, o que eu não fiz, o que nem sequer sonhei;O que só agora vejo que deveria ter feito,O que só agora claramente vejo que deveria ter sido —Isso é que é morto para além de todos os Deuses,Isso — e foi afinal o melhor de mim — é que nem os Deuses fazem viver...Se em certa alturaTivesse voltado para a esquerda em vez de para a direita;Se em certo momentoTivesse dito sim em vez de não,

Informações: